Jardim

Jardins em casa

Jardins em casa


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Jardins em casa


O termo "hortas domésticas" geralmente se refere a uma área variável de terra cultivável em torno de uma casa particular.
O tamanho desses jardins é a condição mais limitante para a construção, pois, sendo capaz de ter muito espaço, é possível abrigar plantas arbóreas e arbustivas de alturas consideráveis, enquanto que quando o espaço é reduzido, a escolha deve necessariamente se voltam para plantas herbáceas, trepadeiras ou espessas.
Antes de qualquer tipo de realização, é sempre útil considerar alguns aspectos, ou seja:
- extensão da área do jardim da casa
- exposição
- condições climáticas e ambientais
- tipos de irrigação
- tipos de terra
- tipo e materiais de recipientes para vasos de plantas
- coexistência entre espécies
- possíveis fatores limitantes
- possível proximidade com áreas urbanas
A instalação de um jardim implica, por um lado, a escolha das plantas a serem alojadas e, por outro lado, se houver espaço suficiente, a inserção de estruturas de mobiliário de exterior, tais como: bancos, mesas e assentos, áreas de sombra formada por gazebos ou pérgulas cobertas por espécies de escalada, balanços, áreas aquáticas (nem sempre presentes).

Espécies de plantas



ESPECIES ARBOREE
São árvores altas, com folhagem espessa e majestosa, muitas vezes ornamentais, usadas para criar áreas sombreadas e frias.
Os tipos mais representados são:
- faia
- abeto branco
- tília
- castanha
- bordo
- pruno
- magnoglia
- taxa
- carvalho vermelho
- plátano
ESPÉCIES ARBUSTIVAS E CESPUGULOSAS
São plantas de tamanho médio-pequeno e, em qualquer caso, menores que as das árvores, que encontram uma localização ideal em todas as áreas, com finalidades ornamentais ornamentais.
As espécies mais utilizadas são:
- louro
- robinia
- mimosa
- zimbro
- tamarisco
- murta
- bambu
- samambaia
- lavanda
ESPÉCIES DE ESCALADA
São plantas caracterizadas por um desenvolvimento tipicamente ascendente, que sobe nas paredes, espaldeiras ou paliçadas da casa, geralmente para fins decorativos.
Entre os mais difundidos, existem
- glicínias
- Videira canadense
- clematis
- madressilva
- flor de maracujá

Espécies sempre-verdes, aromáticas e floridas



ESPÉCIES SEMPRE
São variedades que permanecem vegetativas mesmo durante os meses frios do inverno, garantindo uma aparência sempre viva ao jardim; eles podem ser escalados, herbáceos, espessos e floridos.
Os mais usados ​​são:
- louro
- oliveira
- mimosa
- murta
- samambaia
- bambu
- zimbro
- flor de maracujá
- fúcsia
- abelia
- glória da manhã
ESPÉCIES AROMÁTICAS
São plantas arbustivas ou espessas, caracterizadas pelo intenso aroma emitido pelas folhas, cultivadas para fins alimentares e medicinais; são espécies rústicas e bem adaptáveis.
Os mais comuns são:
- alecrim
- alho
- hortelã
- murta
- noz-moscada
- alcaparra
- tomilho
- estragão
- cebolinha
ESPÉCIES DA FLOR
São plantas herbáceas, arbustivas, arbóreas, trepadeiras, gordas ou sempre-verdes, caracterizadas pela presença de flores, de aparência ornamental e cultivadas para criar áreas coloridas e decorativas nos parques (podem ser plantadas no solo ou possuídas).
Entre as muitas, as espécies mais difundidas são:
- rosa
- tulipa
- margherita
- violeta
- centáurea
- zínia
- fúcsia
- prímula
- begônia (planta suculenta)
- azálea
- lírio d'água (planta aquática)
- borragem
- calêndula
- aquilegia
- petúni

Modelos de paisagem de jardim


Jardim clássico
É uma instalação inspirada por um notável rigor estético, com amplas extensões de gramados verdes alternados com canteiros de flores e sebes cortados de acordo com padrões geométricos.
É um jardim muito bonito, que pode ser artificial.
Neste caso, as plantas a serem alojadas pertencem a muitas espécies: arbóreas (quando o tamanho é suficientemente grande), arbustivas ou espessas, ou trepadeiras ou sempre-verdes, mas sobretudo floridas, uma vez que o principal objetivo deste jardim é ornamental.
Jardim rústico
Contrasta com o anterior porque seu layout é baseado na espontaneidade, onde as plantas, muitas vezes nativas, devem recriar um equilíbrio entre si e a natureza circundante.
É um exemplo de um jardim campestre, nada artificial, mas definitivamente natural.
As plantas a escolher para este tipo de preparação são principalmente variedades rústicas, pertencentes a espécies adaptáveis, espessas e sempre-verdes, mas também floridas, frequentemente aromáticas (como lavanda, mimosa, sálvia, alecrim)
Jardim de pedras
É um jardim caracterizado pela presença de: rochas, pedras de rios e vegetais, geralmente cultivados em terraços.
As plantas devem ser bem adaptáveis ​​a condições climáticas específicas (geralmente vivendo em áreas sombreadas) e logísticas (elas têm pouco espaço disponível para crescer).
As espécies a serem alojadas pertencem ao gênero arbusto e arbusto, sempre-verde e escalada, geralmente com dimensões médias ou pequenas, em relação à disponibilidade do terreno nas áreas de terraços (tipo: lavanda, alcaparra, urze, murta, saponária, campânula)

Jardim Mediterrâneo e jardim Zen



Jardim mediterrâneo
É um jardim rico em plantas arbustivas, espessas e sempre-verdes, de preferência adaptado às condições de clima quente (típico da bacia do Mediterrâneo), com folhas de dimensões reduzidas (para reduzir a transpiração) e esclerofile
Existe uma grande variedade de vegetais denominados precisamente: "matagal mediterrânea", que possuem os atributos indispensáveis ​​para viver e crescer nos climas desse gênero (como louro, zimbro, lavanda, azeitona e tamarisco)
Jardim zen
É um jardim inspirado nos princípios da cultura japonesa, onde três elementos se alternam: água, pedras e plantas; cuja disposição tem o propósito de representar alegoricamente a jornada do homem em direção à eternidade.
Muitas vezes, existem poças de água, atravessadas por pontes e contendo plantas aquáticas (como o lírio d'água)
Sua aparência particularmente bem cuidada estimula a contemplação e cria um fluxo de energia entre o homem e a natureza.
As espécies adequadas para este jardim são variedades hidrofílicas, que preferem ambientes frescos e úmidos (como samambaia e bambu), ou plantas com flores (como azálea).



Comentários:

  1. Dahn

    apetitoso)))

  2. Sagore

    Parece frase magnífica para mim é



Escreve uma mensagem